Saint Seiya World


A Nova Era das Trevas
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Masmorra

Ir em baixo 
AutorMensagem
Administrador Geral
Level 5
Level 5
avatar

Número de Mensagens : 871
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 04/04/2009

MensagemAssunto: A Masmorra   Sex 17 Jul 2009 - 21:43

Enquanto o Inferno está de pernas para o ar, o Castelo Heinstein está tão vazio como nunca. Pombas haviam entrado pelas vidraças quebradas e agora voavam pelos amplos salões enquanto que no segundo andar um grupo de mendigos se abrigada do característico frio de Novembro na Alemanhã.
-------------
A Masmorra, graças a sua localização nas catacumbas da construção, cheira a umidade e mofo que tomaram conta de cada canto do aposento.
As paredes e o piso de pedra gasta agora apresentavam pequenas rachaduras e as grades nas janelas e portas estavam enferrujadas havia ainda inúmeros pequenos aposentos e no interior deles estranhos objetos(provavelmente utensílios de tortura).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Sex 17 Jul 2009 - 21:50

*Katheen estava ansiosa, já sabia que alguns novos espectros haviam aparecido no mundo vivo e agora, mais do que nunca, precisava que eles aparecessem rápido!
Ela anda de um lado para o outro do aposento de pedras apenas aguardando a chegada dos novos espectros. *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qua 22 Jul 2009 - 12:43

Pavel acordara naquela manhã calma de novembro após um sonho inquietante... Sonhara com um Castelo em ruínas... Lembra-se calmamente do sonho, afinal já havia uma semana que sonhara a mesma coisa... Seria aquilo um presságio?
No sonho, Pandora estava nas masmorras do Castelo esperando que os espectros apresentassem-se para cumprir seu dever... Ela parecia inquieta, andando de um lado para outro num cômodo grandioso, onde haviam estranhos objetos de torturas espalhados pelo chão...


Que local seria aquele? Devem ser as masmorras daquele Castelo. Mas que Castelo?

Quanto mais pensava, mais dúvidas apareciam na cabeça de Pavel. Tinha apenas uma certeza... Aquele era o chamado que estava esperando. Mas como chegar lá? Não tinha idéia. Tentava relembrar cada detalhe do sonho, pensando com calma, mas ainda sim era difícil imaginar que local seria aquele. Onde fica a morada de Hades na terra?

Castelo Heinstein! - lembra-se da história da Guerra Santa anterior, na qual era do Castelo Heinstein que Hades comandava seus espectros na Terra... história essa que lhe foi contada pelo mensageiro que foi buscar-lhe nos EUA quando na época de seu treinamento.

Segue então em direção à Alemanha, pois sabia que lá que ficava o Castelo. Ao chegar ao vilarejo mais próximo ele se depara com a população assustada com a sua presença, possivelmente devido à urna da armadura de Esfínge que ele carrega nas costas.

Servidor do Demônio! Está condenado ao inferno! – grita uma senhora lhe apontando um crucifixo.

Pavel apenas sorri daquela atitude. E pergunta aos populares como encontrar o Castelo Heinstein. Eles apenas viram-se e afastam-se da sua presença.

Vai ser necessário eu matar algum de vocês para que me digam o caminho? – grita Pavel já impaciente.

Não será necessário, meu senhor.

Aparece então um velho que tinha uma aparência levemente familiar a Pavel, entretanto ele não consegue lembrar-se de onde o conhecia.

Basta subir esta colina, meu senhor. No cume encontrarás o que tanto procuras.

Pavel então inicia sua jornada subindo a colina e seu coração dispara ao ver as ruínas do Castelo Heinstein. Parecia um Castelo abandonado a qualquer observador comum, mas Pavel consegue sentir um forte cosmo emanando do local.
Ao entrar no castelo ele vê a situação que o mesmo se encontra. Todo destruído por dentro, um verdadeiro caos. As pombas saem voando pelas vidraças quebradas ao vê-lo entrar e ele pode escutar o ronco de algum mendigo que dorme no andar superior.
Mas seu destino eram as masmorras. Um pensamento estranho vem a sua mente, pois ele se senti em casa naquele Castelo, que parece-lhe tão familiar. Ele vai em direção as masmorras com a certeza de um morador antigo, que conhecesse todos os recantos do Castelo.
Ao chegar as masmorras ele vê a mesma cena do sonho... Pandora andando de um lado para outro como se estivesse muito ansiosa.


Aqui estou, minha senhora.

Pavel fala ao mesmo tempo em que faz uma reverência a Pandora.

Parece que sou o único espectro por aqui... O que aconteceu aos outros, onde estão?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qui 23 Jul 2009 - 15:59

*A donzela, inquieta, mal percebe a aproximação de Pavel. O som característico das portas de metal e o eco dos passos no piso de pedra escura denunciaram a vinda do mais novo espectro.
Pandora sorri, ela se lembra de Pavel e esta feliz de ver o primeiro espectro chegar. *


- Seja bem vindo ao Castelo Heinstein. Deve se lembrar que sou Pandora, a representante de Sua Alteza.

* Ela suspira com a pergunta sobre outros espectros, a garota realmente esperava que novos servos de Hades já estivessem se apresentando mas... somente dois haviam despertado. *

-Infelizmente Pavel, sois o único aqui. Me acompanhe, por favor...

*Ela faz sinal que o cavaleiro a acompanhe por entre as velhas portas que corriam pela masmorra. *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Sex 24 Jul 2009 - 12:31

-Infelizmente Pavel, sois o único aqui. Me acompanhe, por favor...

Ela faz sinal que o cavaleiro a acompanhe por entre as velhas portas que corriam pela masmorra.
Pavel fica desapontado e ao mesmo tempo preocupado com a resposta de Pandora...

Como sou o único a chegar? Onde estariam os outros espectros? – essas perguntas ecoam em sua cabeça, entretanto ele acha prudente esperar a hora certa, pois tinha certeza que essas dúvidas seriam sanadas no devido momento.

Ainda meio preocupado com a possível localização dos espectros, Pavel atende à ordem de Pandora e a segue. Enquanto caminha ele imagina para onde ele estaria indo, para onde aquelas velhas portas levavam.

Espere e verás – fala para si mesmo mentalmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Sex 24 Jul 2009 - 19:17

*Pandora leva em silêncio Pavel por entre escuros cômodos. Ratos e aranhas cruzavam o caminho dos dois em alta velocidade.
A donzela para em frente a mais funda de todas as prisões e com um rangido se ferro enferrujado se põe a destrancar o cadeado. *


-Temos muito o que fazer e pouco tempo.... o submundo está um verdadeiro caos!

*Assim que destranca a porta ela convida Pavel a adentrar no local.
A sala, apesar de escura, se ilumina com a entrada da fraca luz pela porta. Pavel pode ver milhões de caixas escuras postadas ao longo do enorme aposento. *


- Estas são as urnas que guardam as súrplices dos servos de Hades... veja... apenas duas não estão aqui.

*O dedo alongado de Pandora aponta dois espaços vazios em meio ao amontoado de caixas. Um suspiro triste ecoa da donzela. *

- Com a falta de espectros o mundo dos mortos está de cabeça para baixo! A primeira prisão, um local de ordem, está em completa desordem! Espiritos perdidos para todos os lados, Cerberus escapou! E o que é pior.... espíritos estão se devorando em busca de poder!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qua 5 Ago 2009 - 14:08

Pavel acompanha Pandora por entre as masmorras. Um cheiro acre e forte pairava no ar. Era o cheiro da morte. Pavel imaginava quantos haviam morrido naquele local devido às torturas. Estranhamente, aquele cheiro, nauseante para muitos, parece apenas uma bela fragrância às narinas do espectro. Entretanto ele trazia algumas recordações à mente do mesmo. Recordações essas que ficavam mais forte a medida que desciam por entre aqueles cômodos escuros e o cheiro ficava mais forte. Essas lembranças deixavam-no meio aéreo ao que acontecia ao redor, tanto que ele mal notava os animais asquerosos que rondavam seus pés e limitava-se a seguir Pandora sem fazer o menor ruído que fosse.
Quanto mais profundo iam, mais aquele cheiro aumentava, e com ele as velhas lembranças, como que trazidas pelo mesmo. Pavel recordava-se dos gritos dos seus amigos no momento de suas mortes. Ele que os havia matado. Aqueles gritos ficavam cada vez mais evidentes a medida que desciam, como se ele estivesse aproximando-se do Mundo dos Mortos e o vento do Meikai os trouxesse para seus ouvidos. Esses gemidos desesperados pedindo piedade provocaram um estranho efeito em Pavel, afinal ele ainda não se acostumara àquele fato.
Absorto nesses pensamentos o espectro andava apenas por instinto, como se seu corpo já soubesse qual caminho seguir. Foram as palavras de Pandora que trouxeram sua mente de volta daquela morbidez.


-Temos muito o que fazer e pouco tempo.... o submundo está um verdadeiro caos! Estas são as urnas que guardam as súrplices dos servos de Hades... veja... apenas duas não estão aqui.

Pavel fica maravilhado com a quantidade de urnas.

Que exército imenso. É praticamente invencível... - pensou

Ele escuta com atenção as palavras de Pandora e devido às mesmas fica a par do que acontece no Submundo naquele momento. A situação era realmente preocupante e o deixara muito confuso...

- Minha senhora, o que está havendo por aqui? Por que os outros espectros não despertaram ainda? Pensei que veria milhares deles por aqui, entretanto só dois despertaram. O que impediu os outros de despertarem também?

As perguntas saíram rápidas da sua boca. Aquelas eram as principais dúvidas na sua cabeça naquele momento. Haviam outras, mas aquelas foram as únicas que sua mente conseguiu organizar em palavras.
Ainda esperando a resposta de Pandora ele toma um atitude.


- Bem, se não há espectros eu terei que trabalhar bastante, então. Me diga o que posso fazer para melhorar essa situação do Meikai. Quais são as suas ordens para mim?

Ele fala enquanto se ajoelha, tomando uma postura totalmente submissa. Ele era um verdadeiro servo naquele momento. Ainda de joelhos ele espera as ordem de sua senhora, Pandora.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qui 6 Ago 2009 - 1:02

*A donzela fita a parede de caixas empoeiradas e cobertas por teias, todas pareciam adormecidas e distantes. Pandora suspira, estava realmente chateada com aquilo. *

-Os outros espectros ainda não despertaram de seus sonos. Seria tão bom voltar a ver o Submundo em ordem e repleto de soldados.

*Pavel fala com a donzela e a garota sente um pouco de animo ao ver a determinação do cavaleiro. *

-Sim Pavel, tem uma missão para você, mas temo que não consiga sobreviver sozinho. Eu gostaria que fosse a uma das prisões do Submundo e tentasse manter a ordem no lugar, muitos espíritos conseguiram inexplicavelmente ganhar um poder fabuloso! E alguns deles são espíritos de antigos guerreiros e estão dispostos a se vingar de Hades. A situação está insuportável e temo que em breve percamos controle total do Inferno se não fizermos nada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qui 6 Ago 2009 - 15:35

O espectro ouve as palavras de Pandora com atenção, em nenhum momento saindo de sua posição submissa (afinal era assim que ele achava que deveria se portar em relação aos seus superiores). Ficou um pouco abalado com a notícia de que os outros espectros não haviam despertando ainda de seus sonos.

O que estaria acontecendo? Por que não despertam? - pensou

Por fim, ouve atentamente as ordens de sua senhora.

-Sim Pavel, tem uma missão para você, mas temo que não consiga sobreviver sozinho. Eu gostaria que fosse a uma das prisões do Submundo e tentasse manter a ordem no lugar, muitos espíritos conseguiram inexplicavelmente ganhar um poder fabuloso! E alguns deles são espíritos de antigos guerreiros e estão dispostos a se vingar de Hades. A situação está insuportável e temo que em breve percamos controle total do Inferno se não fizermos nada.

Estava agora sabendo qual primeira tarefa. As palavras de Pandora o assustaram um pouco...

... Mas temo que não consiga sobreviver sozinho...

Estas palavras ecoavam na sua cabeça, deixando o espectro um pouco abalado. Entretanto sua vontade de mostrar-se um servo fiel a Hades era maior ainda e logo esse sentimento de medo afastou-se do seu pensamento.

- Pois bem... - iniciou a falar. - Acho que o melhor seria se eu fosse para a Segunda Prisão, o lar dos condenados por avareza. Afinal esta é a prisão que venho protengendo por séculos a fio...

Enquanto falava, não parecia Pavel que pronunciava as palavras e sim o espírito da Tenjusei, a estrela celestial que o protegia. O cosmo do espectro brilhava como nunca antes, tamanha a determinação que tomava conta do seu espírito.
Entretanto ele esperava a decisão final da Dama do Submundo para saber a qual prisão deveria se dirigir...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Sex 7 Ago 2009 - 16:00

*Pandora não pode esconder um sorriso no rosto pálido, estava contente de ver a determinação do soldado de Hades.
A jovem ergue a mão tocando a cabeça do espectro ajoelhado a sua frente. Pavel pode sentir o cosmo frio e tenebroso da donzela envolver o próprio corpo. *


-Pois bem, farei sua vontade. Escute-me com atenção espectro, pois direi apenas uma única vez sua missão na segunda prisão.

*Sua visão começa a se tornar turva e seu corpo cansado e pesado...... *

-------------------------------------

*Ao abrir os olhos novamente Pavel pode ver a entrada do Submundo. Seu corpo, antes pesado, agora estava leve como uma pluma e flutuava sobre um cenário sombrio e devastado.
A voz de Pandora ecoa em sua mente enquanto seu corpo é guiado através do Rio Aqueronte para as prisões. *


-Seja bem vindo ao Inferno, Pavel.

*Seu corpo acelera no ar tornando tudo a sua volta um imenso borrão. Quando menos espera seu corpo desacelera e para na entrada da Segunda Prisão. *

- Você, que deseja cuidar da Segunda prisão, precisa antes saber o estado em que ela se encontra.

* Você entra, flutuando por um terreno lamacento e cheio de espíritos perdidos. O cheiro do lugar era de dar náuseas: ocre e podre. O terreno é enorme e você acompanha lentamente a devastação do lugar.
Em meio ao cenário desfigurado, uma figura brilha, é Euridice, a amada de Orpheu, que continua presa na forma de uma estátua no meio do campo devastado. O choro da donzela percorre toda a extensão daquele campo pútrido. *


-Aqui começa a segunda prisão. Antes este lamaçal era um invejável campo florido onde a harpa de Orfeu trazia paz até mesmo para nós, espectros. Você pode ver a decadência em que se encontra, não? Orfeu morreu e sua alma ninguém sabe onde se encontra. Euridice chora e grita noites sem fim trazendo agonia a todos os presentes.

*Seu corpo continua a flutuar. O cenário muda, o chão começa a ficar repleto de cadáveres em decomposição e de espíritos agonizando. Mais a frente, a toca de Cérberus, estava completamente vazia e sua corrente jazia quebrada no chão. *

-O trabalho aqui é em dobro Pavel, como pode ver Cérberus sumiu... pode estar escondido em qualquer canto do inferno e pronto a atacar qualquer um, inclusive os espectros.


----------

*Sua visão se torna escura novamente e seu corpo parece tocar o chão, quando abre os olhos novamente você se encontra na masmorra em frente de Pandora. *

-Vc sabe agora o que te espera. Sua missão será concertar aquela bagunça! Quero que mande as almas perdidas de volta a suas verdadeiras prisões e quero que acalme Euridice com sua harpa! Tenha cuidado Pavel, eu não sei onde Cérberus está e ele poderá ser uma encrenca quando encontrado.
Está mesmo pronto para isso?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Dom 16 Ago 2009 - 12:45

Quando Pandora sorriu e tocou a sua cabeça com suas mãos frias, uma sensação de felicidade passou pela mente de Pavel. Sentiu-se como um cachorro se sente quando o dono lhe faz uma carícia. Ele sentiu-se muito mais confiante naquele momento que em qualquer outro de sua curta vida. Acreditava que, não importava a missão, ele sairia vitorioso e o sorriso de sua senhora seria seu troféu. Por isso, enquanto ela falava, o espectro ouvia atentamente cada palavra...

-Pois bem, farei sua vontade. Escute-me com atenção espectro, pois direi apenas uma única vez sua missão na segunda prisão.

Nesse momento, uma sensação nauseante atravessou o espectro. Sua visão ficava cada vez mais turva à medida que o tempo passava. Seu corpo foi ficando pesado, como se várias toneladas fossem sendo adicionadas ao seu peso. O cansaço tomou conta de seu ser, parecia-lhe que ele havia trabalhado por vários dias a fio sem descanso. Realmente o que acontecia a Pavel naquele instante era algo impossível de descrever. Nem ele mesmo saberia descrever aquilo depois.
A velocidade com que esse torpor tomou conta de Pavel foi a mesma com a qual ele sumiu e o espectro se viu no Submundo, às portas da Segunda Prisão. Aquilo tudo estava um caos... O belo jardim que florescera ali outrora agora não passava de um lamaçal nojento e com um odor de morte. Não havia ali mais o Cérbero para guardar a prisão e nem um espectro guardião para manter a ordem e as almas zanzavam de um lado para outro perdidas, pois muitas delas sequer deveriam estar ali e sim distribuídas em outras prisões que fossem mais de acordo com seus crimes. No centro, figurava a solitária Eurídice, que chorava amargamente a perda de seu amado Orfeu. Seu pranto se espalhava pelo local e trazia desespero a quem ouvisse.
Toda essa situação lhe foi explicada por Pandora, que o fazia flutuar pelo ambiente da Segunda Prisão, explicando-lhe a situação da mesma. Por fim, a bela Senhora o trás de volta para a masmorra onde tudo havia começado. Seu rosto já não aparentava a felicidade de antes e sim um ar sério, como de preocupação, enquanto dizia a missão ao espectro ajoelhado em sua frente:

-Vc sabe agora o que te espera. Sua missão será concertar aquela bagunça! Quero que mande as almas perdidas de volta a suas verdadeiras prisões e quero que acalme Euridice com sua harpa! Tenha cuidado Pavel, eu não sei onde Cérberus está e ele poderá ser uma encrenca quando encontrado.
Está mesmo pronto para isso?


Depois de ver a situação em que se encontrava a prisão e do tom de preocupação na voz de Pandora ao dizer aquelas palavras, o espectro se sentiu um pouco receoso quanto ao que lhe esperava. Entretanto uma determinação forte cresceu em seu peito e ele levantou-se e falou a Dama do Submundo com uma coragem sem igual nas suas palavras:

- Claro que estou pronto, Minha Senhora! Irei lhe mostrar o quão fiel sou à Senhora e a Hades-sama. Não irá se decepcionar comigo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pandora
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 556
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 19/11/2008

Cavaleiro
Vida:
10/10  (10/10)
Cosmo:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Dom 16 Ago 2009 - 21:12

*Pandora sorri, estava orgulhosa de ver a coragem de seu soldado. *

-Tenho certeza de que se Hades estivesse aqui...iria se sentir orgulhoso.

*A garota eleva o cosmo ainda mais e se afasta de Pavel. Suas feições se tornam severas e ela faz um movimento no ar com uma das mãos.
Um portal se abre no ar a comando da sra. Do Submundo. *


-Pavel, aqui está o portal que o levará a segunda prisão. Escolha qual deseja resolver primeiro: O Campo da Morte, para castigar as almas e enviar as que estão fora de seu lugar para as prisões corretas; ou o Campo Florido para acalmar Euridice e trazer a beleza de volta a essa prisão. Assim que um novo espectro chegar eu o enviarei para ajudá-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pavel de Esfínge
Espectro
Espectro
avatar

Alcunha : "A Melodia Sinistra do Meikai"

Número de Mensagens : 1512
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 10 +5
Resistência : 9 +5
Agilidade : 8 +5
Energia : 9 +5
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 09/04/2009

Cavaleiro
Vida:
240/240  (240/240)
Cosmo:
300/300  (300/300)

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Dom 23 Ago 2009 - 15:20

Pavel ficou olhando para aquele portal... Onde deveria começar sua missão? Qual dos campos escolher? Essa dúvida repousava em sua mente. Segundos, depois minutos, se passaram. Ele ainda continuava indeciso, absorto em seus pensamentos.

"Acho melhor cuidar de Eurídice primeiro e esperar a ajuda de outros espectros para dar às almas os seus devidos castigos."

- Eu irei adentrar o Campo Florido! - anunciou a Pandora em um tom decidido.

Começou a caminhar em direção ao portal e depois de um tempo atravessou-o. Ainda não sabia o que lhe esperava do outro lado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Re: A Masmorra   Qua 2 Set 2009 - 13:26

(Você está livre para aparecer no campo florido, Pavel)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Masmorra   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Masmorra
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Dream Dungeon - Masmorra do Sonho
» [pedido] tileset castelo, masmorra, estabelecimento congelado

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya World :: Era das Trevas - ON :: Submundo-
Ir para: